• Comunicação Glaycon Franco

Glaycon Franco visita Copasa

ETE Bananeiras no centro das discussões

No dia 12 de maio, o deputado Glaycon Franco reuniu-se na sede da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), com o Sr. Frederico Lourenço Ferreira Delfino, Diretor de Operação Sul da Copasa, responsável pela área que compreende o município de Conselheiro Lafaiete.

Na pauta, além do abastecimento de água da região, estava o tratamento de esgoto, especialmente o funcionamento da ETE – Bananeiras, estação de tratamento de esgoto inaugurada no município e que tem trazido transtornos à população, em razão do mau cheiro que tem exalado durante o seu processo de operação.

Participaram da reunião os senhores Geraldo Sabino de Azevedo, representando os bairros da região leste da Barreira e Darcy José de Souza, representando os bairros da região oeste. Ambos presidentes de Associações de Bairros, Geraldo Sabino e Darcy esclareceram os contratempos por que têm passado os moradores e o prejuízo que o problema ambiental tem causado, inclusive com reflexo no mercado imobiliário da região.

O deputado Glaycon Franco reivindicou da Copasa providências concretas para a solução do problema que já se arrasta há vários anos, sem uma perspectiva de solução. Esclareceu que a população já está no seu limite diante dessa dificuldade e que providências para eliminar o odor precisam ser tomadas urgentemente.

O diretor Frederico Delfino, após ouvir as reivindicações dos moradores e do deputado, esclareceu que a ETE foi instalada em local inadequado, e que todas as unidades de tratamento de esgoto, por mais adequadas que sejam, sempre têm algum problema de liberação de maus odores, em maior ou menor grau.

O representante da Copasa esclareceu, também, que foram feitos testes, recentemente, com um produto químico lançado durante o tratamento e que surtiu resultado positivo. Num prazo de quinze dias, o produto será aplicado no processo de tratamento e que resultados concretos poderão ser observados num prazo de dois meses.

Diante dos esclarecimentos, tanto o deputado como os representantes dos moradores resolveram aguardar por mais um tempo, antes de tomar qualquer outra providência.

A ETE Bananeiras foi inaugurada em 23 de fevereiro de 2010, e previa capacidade para tratar, em média, 13 milhões litros por dia, beneficiando 60 mil pessoas. Além da estação, o projeto previa implantação de 5,8 quilômetros de redes interceptoras e 3,4 quilômetros de emissários visando impedir o lançamento de esgoto no Ribeirão Bananeiras.

0 visualização0 comentário