• Comunicação Glaycon Franco

Glaycon Franco questiona presidente da CEMIG sobre benefícios para hospitais filantrópicos

A importância da manutenção dos investimentos da Cemig e do tratamento diferenciado aos consumidores durante a pandemia do novo coronavírus foi o principal assunto debatido no Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) na última quarta-feira (06). A 10ª Reunião Especial, que aconteceu de maneira remota, contou com a presença do atual diretor-presidente da companhia, Reynaldo Passanezi Filho.

Durante a reunião, Passanezi trouxe algumas notícias positivas; dentre elas, a confirmação de que os consumidores residenciais que utilizam até 220 kWh terão as tarifas pagas pela União durante o período de três meses. Além disso, reiterou que os cortes de serviços emergenciais permanecerão suspensos até o fim de junho.

Os problemas enfrentados pela área da saúde em relação ao fornecimento e uso da energia elétrica foi o assunto que dominou a conversa entre o presidente da CEMIG e os parlamentares. O deputado Glaycon Franco, que acompanha a situação de muito perto, perguntou a Reinaldo Passanezi quais são as políticas desenvolvidas pela companhia em prol dos hospitais filantrópicos no estado, já que estes são os que mais têm sofrido com a diminuição de arrecadação em consequência da suspensão das cirurgias eletivas, procedimentos que estão entre os que mais geram recursos para as instituições. Em resposta, Passanezi afirmou que a CEMIG tem garantido o fornecimento ininterrupto de energia às instituições públicas de saúde e para as instituições privadas filantrópicas, trabalhando com um plano de contingência e colocando geradores próximos aos hospitais. Além disso, do ponto de vista financeiro, o presidente afirmou que a companhia permitiu o diferimento dos prazos de vencimento das contas de energia elétrica por seis meses.

Outro ponto levantado pelo presidente da Cemig foram as ações sociais da empresa relacionadas à pandemia da Covid-19. Ele citou as medidas de proteção aos funcionários da empresa e a doação de R$ 5 milhões para apoio à área de saúde. Além disso, a companhia promove uma campanha de envio das contas de energia por e-mail, oferecendo uma retribuição de 5 reais ao consumidor que a ela aderir.

Considerando que energia elétrica e água são essenciais para o funcionamento dos estabelecimentos de saúde, o deputado tem empreendido algumas ações para facilitar o fornecimento destes insumos às instituições.

0 visualização0 comentário