• Comunicação Glaycon Franco

Em reunião da Amalpa, Glaycon cobra incentivo dos municípios à agricultura familiar

Ouro Branco foi sede da mais recente reunião da Amalpa (Associação de Municípios da Microrregião do Alto Paraopeba), realizada na última sexta-feira, dia 11. Nesta oportunidade, o encontro teve como tema a aplicação dos avanços tecnológicos em benefício do desenvolvimento da região. Segundo o prefeito anfitrião, Hélio Campos, é importante que a democratização do acesso ao conhecimento, proporcionada pelas novas ferramentas de informação e interação, conduza todos os municípios do Alto Paraopeba a uma revolução tecnológica com o surgimento de novas empresas *startup’s, vocacionadas para a exploração deste novo segmento, que se abre com amplas e inesgotáveis possibilidades de expansão: “Desta forma, a gente polui menos, tem maior valor agregado ao serviço e consegue realmente gerar os empregos que a gente precisa para nossa comunidade”, argumentou.

Presente à reunião, o deputado Glaycon Franco abordou vários assuntos; entre eles, as diversas melhorias implantadas em cidades da região das Vertentes, advindas de sua atividade parlamentar e de entendimentos conduzidos no âmbito do governo de Minas Gerais. Mais uma vez, o parlamentar conclamou os prefeitos a unirem forças no incentivo à agricultura familiar, considerada melhor e mais seguro meio de expansão da atividade dos pequenos produtores rurais que, através do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), escoam a produção provendo alimentos para a rede pública de ensino: “Vamos chamar o pessoal da Emater e da Secretaria Estadual de Agricultura para nos ajudarem a criar este elo entre quem produz e quem quer comprar. Na maioria das vezes, os nossos pequenos agricultores estão totalmente desinformados sobre como proceder para se credenciar a fim de entregar seus produtos às escolas. Quando comento esta oportunidade com eles, percebo que eles não estão a par do assunto. Precisamos reverter esta situação para atacar frontalmente o êxodo rural. O homem que sai do campo vai para a cidade engrossar os bolsões de miséria, pois não está preparado, nem tem a chance de trabalhar em empregos urbanos. Por outro lado, existe hoje toda uma estrutura para apoiar o pequeno produtor, que precisa somente de orientação e organização para não perder esta chance de prosperidade.”

Fazendo uma análise realista, Glaycon Franco disse que são poucas as associações de produtores rurais da região formalmente organizadas, às quais ele próprio, valendo-se de suas atribuições parlamentares, tem ajudado financeiramente para que se tornem autossustentáveis: Estamos trabalhando para que as associações de produtores rurais visitem a superintendência e as escolas, se inteirem da situação e busquem orientação sobre como e onde vender o seu produto no âmbito do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar). Ao mesmo tempo, vimos trabalhando a questão dos licenciamentos ambientais regionais para fortalecer e desburocratizar empreendimentos rurais na nossa região. É o caso do SIM (Sistema de Inspeção Municipal Regional), para que aqueles que já produzem dentro de normas sanitárias específicas possam expandir a comercialização de seus produtos para toda a região.”

Como exemplo do leque de possibilidades que se abre para os agricultores familiares, o deputado lembrou que todas as cadeias produtivas no Brasil tiveram crescimento negativo nos últimos três anos; O agronegócio, com destaque para a agricultura familiar, vem sustentando sozinho a economia brasileira de pé: “Nossa região é forte na área da agricultura e nós, gestores, precisamos trabalhar junto com as associações rurais. A Amalpa pode ser catalizadora deste incremento. Com os novos incentivos, com as leis e políticas que temos, está nas nossas mãos fortalecer a agricultura familiar”, conclamou Glaycon Franco.

Prefeito Hélio Campos, Deputado Estadual Glaycon Franco e Presidente da AMALPA Célio Pereira de Souza.


0 visualização0 comentário