• Comunicação Glaycon Franco

Deputado Glaycon Franco preside reunião que discute meios de melhorar condições do artesanato mineir

O deputado Glaycon Franco presidiu a Audiência Pública que ocorreu no dia 08/11, durante a Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, que debateu assuntos diversos relacionados ao artesanato mineiro.

Glaycon é o autor da reunião que discutiu, na presença de diversos convidados do meio cultural, pontos positivos e negativos e novos planos para fomentar o comércio local e exportação dos trabalhos manuais.

Segundo o parlamentar, o país inteiro está vivendo um momento de crise, em todos os setores, e o artesanato tem ajudado a complementar a renda de muitas famílias. “Acho muito importante discutir esse tema, porque abrange todo o estado que é rico em diversidade de artesanato. Quando nos referimos ao artesanato, tratamos de trabalhos com barro, madeira, palha, quitandas, bonecos, custura e bordado, trabalhos com pedra e outros materiais encontrados no nosso estado. Todos esses trabalhos têm ajudado na economia de muitas cidades e, principalmente, de diversas famílias que complementam a renda ou, mesmo, se sustentam com a fabricação e venda desses produtos.”

Foram convidados para compor a mesa de reunião, o Secretário Adjunto de Cultura de Minas Gerais, João Batista Miguel, o coordenador estadual da Confederação Nacional dos Artesãos do Brasil – Cnarts e presidente do Centro de Artesanato Mineiro – Ceart, Luiz Augusto Pianetti, o secretário Municipal de Cultura e Turismo de São João Del-Rei, Marcus Vinícius de Carvalho Fróis, o secretário Municipal de Cultura de Conselheiro Lafaiete, José Geraldo de Almeida (Geraldo Lafayette), o vice-prefeito Municipal de Ouro Branco, Dr. Celso Roberto Vaz, o responsável pelo Artesanato da Secretaria Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais – Seedif, Thiago Tomaz de Souza Chaveiro, a presidente da Associação dos Agricultores Familiares de Cipotânea, Efigênia Cipriano Nascimento, representando a secretaria Municipal de Cultura de Congonhas, José Félix Junqueira e o secretário Municipal de Cultura de Prados, Jorge Rodrigues Ferreira.

Efigênia Cipriano Nascimento elogiou a iniciativa do deputado Glaycon Franco por realizar a reunião e falou dos trabalhos dos artesãos de Cipotânea. “Em nossa cidade de 7 mil habitantes, 40 famílias vivem do artesanato. Participamos de feiras e exportamos vários trabalhos, o que tem nos ajudado, graças a Deus, mas queremos ir além na produção e esperamos bons resultados desta audiência”.

José Félix que também é artesão, falou da importância de locais específicos para a venda de artesanato na cidade e fora dela. “Esse momento em que estamos discutindo e apresentando as necessidades dos artesãos é muito importante. Uma das necessidades do artesão é de locais específicos voltados para a venda de artesanato. Esses estabelecimentos, com o apoio do Estado, poderiam vender os produtos de vários municípios de Minas, fazendo com que as artes sejam vendidas nas cidades de origem e fora dela.”

O secretário Jorge Rodrigues Ferreira esclareceu que, em Prados, 280 artesãos vivem da produção e venda do artesanato e que a renda deste trabalho tem ajudado o município. Jorge ainda elogiou iniciativa do deputado Glaycon ao solicitar a reunião e disse ter muito orgulho dos diferentes trabalhos artesanais de Minas.

Marcus Vinícius de Carvalho Fróis levantou alguns pontos em que o Estado deve se ater em relação à comercialização dos produtos. “O artesanato fala da identidade da cidade e da região que, muitas das vezes depende, também, desses trabalhos. Por isso, nós, representantes, precisamos nos empenhar para dar condições que fortaleçam o trabalho do artesão. Vamos incentivar as exposições e elevar a autoestima do produtor de artesanato.”

Geraldo Lafayette elogiou o trabalhado do deputado Glaycon Franco por ter colocado em discussão o tema “artesanato”. De acordo com ele, os representantes poderiam disponibilizar os espaços públicos para a realização de exposições e venda de produtos. Apresentou sugestões para a melhoria das relações entre o poder público e os artesãos.

Dr. Celso Vaz disse ter concordado com o deputado Glaycon sobre a importância de discutir e buscar mudanças que possam incentivar o trabalho dos artesãos. “A economia pode crescer se investirmos na venda do artesanato em todo o estado, gerando aumento da receita do município. Parabéns ao deputado Glaycon, e à comissão, por debater este tema.”

Após a fala dos representantes municipais, o deputado Glaycon Franco apresentou o responsável pelo Artesanato da Secretaria Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais – Seedif, Thiago Souza, que anunciou o lançamento do Plano de Desenvolvimento do Artesanato, que pretende impulsionar a área, a exemplo do que foi feito com a gastronomia mineira. Segundo Thiago, uma das ações do plano é a de criar um portal de informações das obras realizadas em Minas Gerais e a venda desses produtos diretamente aos produtores.

“O esboço do plano já foi encomendado e deve haver um lançamento inicial em março do próximo ano”, afirmou Thiago. Para ajudar na divulgação dos produtos, o Sebrae e algumas universidades trabalharão em parceria com o Estado e com os produtores no Portal do Artesanato mineiro, que facilitará a divulgação e a comercialização dos produtos.

Para fechar a reunião, o deputado Glaycon convidou, para se manifestar, o Subsecretário de Estado de Cultura, João Batista Miguel, que comunicou que, a partir do próximo ano, o Fundo Estadual de Cultura – FEC, deverá aumentar o valor dos investimentos de 10 para 40 milhões, com projeto de permitir a participação de pessoas físicas.

A pedido do deputado Glaycon Franco, a assessoria da ALMG documentou todos os questionamentos feitos pelos convidados e, ao final da reunião, foram apresentados requerimentos que tramitarão na forma regimental e serão enviados à Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais e ao secretário Extraordinário de Estado de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais e ao Secretário de Cultura do estado.

Convidados que participaram da Audiência Pública



0 visualização0 comentário