• Comunicação Glaycon Franco

Auxílio emergencial é fruto dos esforços dos deputados na Assembleia Legislativa




O auxílio emergencial do Força-Família começou a ser pago às pessoas em condições de extrema pobreza dia 14 último, seguindo até o dia 29 de outubro. O benefício é resultado de um trabalho que os deputados estaduais mineiros iniciaram em janeiro deste ano, quando foi lançado o Recomeça Minas, plano da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) para recuperar o desenvolvimento econômico e social do Estado.


O deputado Glaycon Franco foi um dos parlamentares que, desde o início das tratativas, mostraram-se favoráveis ao Programa por entender a complexidade que a pandemia trouxe para os mineiros e também para a população brasileira. Para ele, a iniciativa não só é importante e necessária, como também poderia ser mantida por um período maior que apenas em parcela única.


“Enfrentamos uma situação inusitada e que vai marcar as páginas da história do nosso país de forma triste com essa pandemia. Um levantamento recente da Rede Penssam mostrou que quase 20 milhões de brasileiros declaram passar 24 horas ou mais sem ter o que comer. Um dos eixos relevantes e para o qual buscamos soluções neste momento diz respeito à assistência social das famílias mais carentes. Esse é o intuito do Força-Família, com o auxílio de R$ 600. Nossa luta agora é para que este programa seja mantido por mais tempo, não ficando apenas em uma única parcela. Tem muita gente passando dificuldade e os preços dos produtos estão altos. Gasolina acima dos R$ 6, botijão de gás acima de R$ 100, inflação a quase dois dígitos. Situações que estão dificultando a vida dos menos favorecidos”, pontuou Glaycon Franco.

Eixos complementares

Outros dois eixos tão importantes quanto a assistência social é o investimento permanente na área de Saúde e a criação de condições que permitam aos empreendedores retomarem suas atividades, gerando novamente emprego e renda para a população.


“Estamos aproximando a Fundação Ezequiel Dias (Funed), com aporte financeiro e apoio da ALMG, da produção da nossa própria vacina. Temos que ofertar medicamentos mais baratos à população. Investir não só em infraestrutura, mas também em pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias”, afirmou.


Já na área da economia, o deputado Glaycon Franco ressaltou o diálogo da Assembleia Legislativa, por meio de seus parlamentares, com todos os setores afetados pela pandemia da Covid-19. “O projeto Recomeça Minas ouviu todas as entidades ligadas à geração de emprego e renda no Estado, a população, o setor produtivo, para que, por meio de linhas de crédito e benefícios fiscais, essas pessoas possam retomar suas atividades. Temos que investir em Saúde, na assistência social e na criação de condições para as pessoas terem emprego, renda e, com isso, conseguirem sustentar suas famílias”, finalizou Glaycon Franco.


3 visualizações0 comentário